UMA CIDADE APOSTÓLICA 

   
    
 

Deus escolheu um jovem para fazer uma cidade pra Ele. O nome dele era Davi.Ao assumir o Trono de Israel, aos 30 anos, Davi escolhe o local. Não se sabe como surgiu esse amor de Davi por aquele lugar. O que se sabe é que ele a desejou para fazer dela o LUGAR ONDE DEUS SERIA ADORADO.

A cidadela era chamada de Jebus, porém, mil anos antes, ela teve um rei misterioso nas Escrituras chamado de Melquisedeque que recebeu de Abraão os seus dízimos e o abençoou. Gn 14.18

 Nesse tempo, a cidade era chamada de Salem. 

Por isso, dá-se o nome hoje de JEBUS-SALEM: JERUSALEM.

O ponto alto das campanhas militares de Davi foi o estabelecimento de Jerusalém como sua cidade real e como capital da nação de Israel.  2 Sm 5.6

Davi não negociou com os jebuseus como fizeram seus antepassados Benjamitas. Ele partiu para tirar a maldição cultural implantada pelos jebuseus no meio de Israel. E recebe o recado desaforado dos jebuseus:

“Até os cegos e aleijados não te deixarão entrar.”

Davi vence a batalha e não poupa nem os cegos e aleijados.

Por fim, Davi conquistou Sião, a fortaleza dos jebuseus. (2Sa 5:6-9; 1Cr 11:4-8) Mais tarde, Davi comprou de um jebuseu chamado Araúna (Ornã) a eira que ficava mais para o N, e ali construiu um altar e ofereceu sacrifícios especiais a Deus. (2Sa 24:16-25; 1Cr 21:15, 18-28) Foi neste lugar que, anos depois, Salomão construiu o custoso templo. (2Cr 3:1) 

QUEM SÃO OS JEBUSEUS?

São os contaminadoras culturais da terra. São os que ficam para misturar e deixar a maldição da desobediência à Deus. Imorais. Feiticeiros.
Os Benjamitas quando a terra foi distribuída entre as tribos, ficaram com essa região. (Jos 15:1-8; 18:11, 15, 16, 25-28) Não obstante, os israelitas não expulsaram os jebuseus, mas, antes, permitiram que tanto seus filhos como suas filhas se casassem com eles, e até mesmo adotaram a adoração dos deuses falsos dos jebuseus. (Jz 1:21; 3:5, 6) Durante este período, Jebus continuou a ser “uma cidade de estrangeiros”, em que um levita certa vez se recusou a pernoitar. — Jz 19-21.
Mas acabou acontecendo um dos maiores crimes entre os filhos de Israel que gerou a matança da Tribo de Benjamim pelos seus próprios irmãos. Quase extintos.

Davi amou aquele lugar, conquistou, comprou, construiu e transformou numa CIDADE DA ADORAÇÃO até os nossos dias.

 Quem vai a Jerusalém até hoje, tem o sentimento de adorar a Deus.  Ainda é uma cidade sagrada.

Aquela cidade é tão importante para Deus, que Deus também tem uma cidade no céu e colocou nela o mesmo nome: NOVA JERUSALÉM.

Até os nossos dias, essa cidade, lembra a adoração. Ainda existe um pedacinho do antigo muro do templo do Senhor, símbolo para os judeus e cristãos de oração e intercessão.

Talvez seja o único lugar do mundo onde judeus e cristãos tem a mesma fé.

A Cidade de Davi, foi amada por todos os profetas de Deus e por Jesus. Ele desejou abraçá-la como uma galinha acolhe seus pintinhos. 

Quando viu Jerusalém, Ele chorou e escolheu morrer lá para atrair todas as nações cristãs até ela.

 Jerusalém respira Deus, Jesus, adoração… Davi.

A cultura de Jerusalém é a Palavra de Deus. 

muitos povos virão, exclamando: “Vinde, subamos ao monte de Yahweh, à casa do Deus de Jacó, para que ele nos instrua a respeito dos seus caminhos e assim andemos nas suas veredas!” 

Com efeito, de Sião sairá a Torá, a Lei, e de Jerusalém virá a Palavra de Yahweh.  Is 2.3b

Todos os Fundamentos da Palavra de Deus estão lá.

É a cidade mais protegida do mundo pelo seu povo. Cada metro quadrado é precioso.

Mais do que salvar uma pessoa, Jesus quer salvar uma CULTURA. Uma cidade inteira.

JESUS QUER ACOLHER CIDADES DEBAIXO DE SUAS ASAS. 

happy wheels


Sem comentarios

Deixe uma Resposta